Quando a convergência acontece

por Edilson Vital, empresário, formado em Marketing, Pernambucano e apaixonado pelo Santa Cruz

“O amor ao dinheiro é a raiz de todos os males” (1 Tm 6;10)
“o próprio homem se converte em dinheiro ou, noutra expressão, é o dinheiro que se encarna no homem.”

Qual semelhança há nessas duas expressões? Elas se correlacionam?

A primeira expressão está contida nas Sagradas Escrituras no livro que Paulo escreve a Timóteo com palavras de exortação e encorajamento, pontuando que o amor ao dinheiro, sendo o objeto central na vida do homem, seria um corruptor dos bons costumes.
O jovem Timóteo era já a terceira geração de sua família dentro dos costumes cristãos, já sendo mulheres fortes e de oração, sua mãe Eunice e sua avó Loyde.
Sua desenvoltura e sapiência dentro do evangelho de Cristo, mesmo com sua pouca idade, renderam-lhe a aprovação e confiança do apóstolo para dar continuidade à disseminação e manutenção do evangelho na sua ausência.

Já o autor da segunda frase dispensou uma boa parte de sua vida lutando física e intelectualmente pela classe proletária espoliada. Tinha uma preocupação intensa com a classe trabalhadora à sua época, que vivia muito mais que hoje, sendo cruelmente exploradas, com a precariedade, cargas altíssimas, má remuneração, além do trabalho infantil. Seus esforços eram para criar consciência nesses trabalhadores, que não eram poucos, para exigirem seus direitos e regulamentação dos meios de produção. 
Karl Marx era um jovem pensador e militante do século XIX na Alemanha. Nascido em 1818, teve seu despertar nas questões sociais muito cedo. Aos 25 anos defende sua tese de doutorado em filosofia na Universidade de Jena, nominada “A Diferença Entre a Filosofia da Natureza em Epicuro e Demócrito”.

Karl Marx tem uma parceria fiel e amigável com Frederick Engels, com quem dividiu a autoria de muitos livros com críticas Político-Econômicas.
Todos os ensaios escritos, com o mais importante deles, O Capital, foram de suma importância no mundo ocidental dentro das áreas de Ciências Sociais e importância da militância pelas disputas intelectuais e lutas proletárias por direitos no intuito de emancipar as mentes dos trabalhadores.

O conhecimento das personagens citadas, de pensamentos diferentes, de épocas diferentes, mas que dividem o mesmo sentimento de luta pelos injustiçados, se faz necessária. Não podemos cair na armadilha de levantar juízo sobre quem quer que seja sem o prévio conhecimento da biografia das personagens.

Espero que esse posicionamento sobre essas duas personagens emblemáticas possa servir de estímulo para o aprofundamento das ricas obras, tanto de pensadores marxistas quanto de grandes autores inspirados nos livros Bíblicos.

“A REDESS não é responsável pela opinião d@ autor/@. Defendemos a liberdade de ideias e expressão a fim de gerar análises críticas e expansão do conhecimento, sempre com respeito aos nossos valores e diretrizes e dentro da ótica legal.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s